quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Resenha: A Lista Negra - Jennifer Brown + De Olho na Edição #1

Título: A Lista Negra
Autora: Jennifer Brown
Editora: Gutenberg
E se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama? O namorado de Valerie Leftman, Nick Levil, abriu fogo contra vários alunos na cantina da escola em que estudavam. Atingida ao tentar detê-lo, Valerie também acaba salvando a vida de uma colega que a maltratava, mas é responsabilizada pela tragédia por causa da lista que ajudou a criar. A lista com o nome dos estudantes que praticavam bullying contra os dois. A lista que ele usou para escolher seus alvos. Agora, ainda se recuperando do ferimento e do trauma, Val é forçada a enfrentar uma dura realidade ao voltar para a escola para terminar o Ensino Médio. Assombrada pela lembrança do namorado, que ainda ama, passando por problemas de relacionamento com a família, com os ex-amigos e a garota a quem salvou, Val deve enfrentar seus fantasmas e encontrar seu papel nessa história em que todos são, ao mesmo tempo, responsáveis e vítimas. 
É muito difícil fazer a resenha desse livro, mais que isso, é muito difícil reunir palavras que possam expressar o que eu senti ao lê-lo. Pois é muito difícil falar de algo que você gosta muito. Por mais que eu fale, ainda não é o suficiente para transmitir o turbilhão de sentimentos que é A Lista Negra. Ele foi o melhor livro que eu li esse ano, e é, pelo menos até o momento, meu livro favorito de vida. Um livro lindo e triste ao mesmo tempo, que aborda um tema forte e passa uma bela lição de moral. Merece ser discutido e abordado por muitos adolescentes, professores e pais. Uma história que deve ser passada adiante e sobreviver por muitas gerações.

Valerie e Nick são um casal de adolescentes unidos por sua exclusão, digamos assim. Quando Nick entrou no colégio começou a ser considerado "o esquisito". Eles acabam se aproximando com o tempo, até que começam a namorar, e o bullying só se intensificou. Desde então ambos passaram a ser alvos de brincadeiras grosseiras e humilhação pública. Anos atrás, Nick pegou Valerie escrevendo em seu caderno uma lista com coisas e pessoas que ela odeia, e a partir daí surge a ideia deles criarem A Lista Negra, com os nomes de todas aquelas pessoas que lhe perturbam. Desde então, os dois continuaram com A Lista Negra, uma forma de descontarem toda a dor que sentem. Porém, um certo dia, impulsionado por recentes ataques, Nick entra armado no Colégio Garvin disposto a matar todas as pessoas da lista, e, acertando também algumas pessoas por acidente, vítimas de bala perdida. Valérie, que se vê perdida e desolada no incidente, tenta parar o namorado, salvando a vida de uma pessoa da lista e acaba sendo atingida por uma bala, pouco antes de Nick atirar em si mesmo.

A partir daí, todos acabam considerando a Valerie culpada e o livro aborda essa questão: afinal, Valerie é a heroína ou a culpada? Pergunta esta, que nem mesmo ela consegue responder, sendo refém de um grande drama psicológico. Valérie está arrasada e quando volta para o colégio depois de ser internada as coisas não vão muito bem, pois, se antes todos olhavam para ela com desprezo e pena, agora todos olham com medo e ódio, culpando ela pelo ocorrido.

A verdade é que Val é a maior vítima de todas, pelo menos para mim, afinal ela era humilhada, fez apenas uma lista das pessoas que faziam isso com ela, para desabafar, aliviar sua dor. Em nenhum momento ela imaginou que Nick levara a lista a sério. Ela foi desprezada por todos, incluindo sua própria família e, perdeu o namorado, que mesmo sendo o autor dos assassinatos, é seu grande amor e porto seguro. Eu achei ela muito forte, pois passar por tudo isso e ainda continuar firme é muito difícil. Seu pai foi muito duro e injusto com ela, no entando, sua mãe, mesmo que em determinados pontos cometa alguns erros, a situação dela é compreensível e a todo o momento está apenas tentando proteger a Val. 

O livro é narrado entre o passado e o presente, então nós vamos conhecendo Nick através das lembranças de Val, alternando entre momentos antes e depois do massacre. E ambos os momentos são de partir o coração, pois você vê o outro lado dele, seu lado humano e sensível. Percebemos que ele não é aquele monstro que todo mundo pensa. Mesmo depois de tudo que o Nick fez, em muitos momentos eu não conseguia sentir ódio dele, pelo contrário. Ele foi na verdade uma vítima como todos os outros, mesmo que, nada justifique tal atitude. Não sei explicar, mas a autora nos deixa confusos em relação aos nossos sentimentos e é muito difícil tomar uma opinião sobre o ocorrido. Você sente pena e compreensão, assim como em outros momentos muita raiva. O legal é essa mesclagem que a autora faz entre certo e errado, vilão e mocinho. É um livro que te faz refletir e dá um nó na sua cabeça. Jennifer Brown soube escrever muito bem os personagens, passando todo o sentimento deles. Você se envolve muito com eles e em todos os momentos se coloca naquela situação. Eu gostei muito do Dr. Hieler também, ele foi exatamente o que a Val estava precisando, foi ele quem lhe confortou quando ninguém mais o fez e era o único que lhe entendia. Um personagem extremamente cativante.

A lista negra aborda uma realidade muito dura e de forma inexplicavelmente tocante. Não é um livro sobre finais felizes, ele trata justamente do contrário, de quando as coisas fogem do controle. Abordando uma triste realidade existente, pois quantas vezes já não vimos notícias de massacres em escolas? Em quantas delas, a pessoa que cometeu o crime não era uma vítima do bullying? Assim como Nick e Valerie, existem e ainda vão existir muitos outros por aí, infelizmente. Por isso que, essa é uma história que precisa ser contada e um livro que merece ser lido, para refletir, para provocar mudanças. 

Jennifer Brown nos mostra os dois lados da história, e nos faz refletir sobre o perdão, sobre mágoas, sobre nossas atitudes, nos faz refletir sobre a vida. A autora meio que dá um tapa na nossa cara e não tem pena de abordar nada. Valérie é uma personagem que me conquistou completamente, eu fiquei aflito e vibrando junto com ela, torcendo a cada minuto para que tudo acabe bem. Esse é um livro intenso, forte e de sentimentos a flor da pele. Eu nunca senti por nenhum livro o que eu sinto por esse e, acho difícil outro livro tomar o lugar de A Lista Negra. De fato, um livro que eu nunca vou esquecer e vou estar sempre relendo!

Classificação:
Cinco estrelas é muito pouco para A Lista Negra. É um livro que eu recomendo demais e, se você ainda não leu, corre e vai ler!

De olho na edição:










Parabéns a editora Gutenberg, que caprichou na edição e deixou o livro mais perfeito ainda! <3

Quotes favoritos:

“ Era bom fazer parte de um ‘nós’, com os mesmos pensamentos, os mesmo sentimentos, os mesmos problemas. Mas, agora, a outra metade desse ‘nós’ tinha ido embora e, deitada no meu quarto escuro, percebi que não sabia como me tornar eu mesmo de novo.”

"As pessoas fazem isso o tempo todo - acham que "sabem" o que está se passando na cabeça de alguém. Isso é impossível. É um erro achar isso. Um erro muito grande. Um erro que, se você não tiver cuidado, pode arruinar sua vida."

"Eu a odiava. Mas, vendo-a tão triste, senti-me péssima. Senti-me responsável. Queria que sorrisse e fiquei me perguntando se ela sorria quando chegava em casa e abraçava os filhos, ou se simplesmente se sentava em sua poltrona com uma vodca e bebia até não ouvir mais o estampido dos tiros."

"Eu soube que estava me apaixonando por ele, por aquele garoto de roupas surradas e mal-encarado, que sorria de um jeito tímido e citava Shakespeare de cor."

"Nick sempre falou sobre a morte. Mas eram só histórias. Recontava filmes, livros, todos com cenas de mortes trágicas. (...) Parecia ficção. Shakespeare contou histórias sobre morte. Poe contou histórias sobre morte. Stephen King contou histórias sobre morte. E nenhum deles estava pregando assassinatos."

"- Um é meu número favorito -sorriu Bea - Em inglês, a palavra "um" tem o mesmo som do passado de "vencer" e podemos todos dizer no final do dia que vencemos de novo, não podemos? Em alguns dias, chegar ao fim do dia é uma grande vitória"


"-O tempo nunca acaba. Como sempre há tempo para a dor, também sempre há tempo para a cura. É claro que há"

"De certa forma, Nick estava certo: às vezes, todos temos de ser vencedores. Mas o que ele não entendeu foi que todos temos também de ser perdedores. Porque não se consegue uma coisa sem a outra."

"Este ano tivemos de lidar com uma dose brutal de realidade. O ódio das pessoas. Esta é a nossa realidade. As pessoas odeiam e são odiadas.  Enchem-se de rancor e exigem castigo."

"-Sabemos que podemos mudar a realidade. É difícil, e a maioria das pessoas nem tenta fazer isso, mas é possível. Você pode mudar a realidade do ódio ao se abrir para uma amiga. Ao salvar uma inimiga. (...) Contudo, é preciso ter vontade de ouvir e de aprender para mudar a realidade. Principalmente ouvir. Ouvir de verdade." 

Capas pelo mundo:




E vocês já leram A Lista Negra? O que acharam? Estão curiosos para ler?
Não deixem de comentar abaixo! Um forte abraço.

51 comentários:

  1. Esse livro muito bonito, minha tia tem ele. Depois da sua resenha fiquei com vontade de ler!

    http://cheirinhodolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiim Ana, ele é lindo. Leia mesmo, o livro é perfeito <3
      Como eu disse, o melhor livro do ano. Depois vem aqui me falar o que achou!

      Excluir
  2. Oi! Adorei a dica!! Vou anotar!! e não sei o pq mas gosto de livros de 1º edição! ahsuahsuas
    Bjs, me segue se ja segue ignora e comenta por favor nesse post ajudaria muito.
    http://resenhasteen.blogspot.com.br/2013/12/conto-de-natal.html

    ResponderExcluir
  3. Ai gente, já estava louca parar ler esse livro, lendo a sua resenha fiquei com mais vontade ainda. Bom saber que o livro é tão bom assim.. Sei o que quis dizer quando falou que não dava pra escrever de tão bom que era, aconteceu a mesma coisa comigo com O Circo da Noite, mesmo muitas pessoas não gostando do livro.
    E adorei o estilo que você faz as suas resenhas, com as frases, as capas, a diagramação, lindo!

    depoisdeumlivro.blogspot.com
    espero sua visita (:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiiim, realmente é muito bom. Pois é, quando você gosta muito de um livro é até difícil falar sobre ele UAHUAHUAH
      Muito obrigado!

      Excluir
  4. Aaaaaaaaaaaaaaai, eu queroooooo! Adorei a resenha

    ResponderExcluir
  5. Simplesmente AMEI sua resenha!
    Quero esse livro pra ontem! rs
    beijos

    Aline
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, dá pra perceber pelo texto o quanto que eu amo ele né? HAHAHA Recomendo demaaaaais.
      Beijos

      Excluir
  6. Oi! Vim te avisar que te indiquei para uma brincadeira entre blogs! É só entrar no link para saber mais: http://linhas--soltas.blogspot.com.br/2013/12/vamos-brincar.html

    Espero que goste ;-)
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carla, muito obrigado pela indicação! Amei a tag, em breve vou responder. Bjs

      Excluir
  7. Oi xará, como vai? Que legal essa super resenha, hein?! Eu estou a tempos querendo ler A Lista Negra e, obviamente, já está na minha lista de 2014...

    Abraço.
    www.blogopenbooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi xará, de fato super resenha né? Será que dá pra perceber que eu me animei um pouco demais? HAHAHA
      Abraço.

      Excluir
  8. Cara seu blog é muito bom! Já estou seguindo!
    Se puder fazer uma visita no meu ficarei agradecido!
    Um grande abraço!

    http://criticandonamadruga.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Nossa, não tinha vontade de lê-lo, mas depois dessa resenha quero muito.
    Seguindo aqui, poderia retribuir? Sou nova por aqui.

    Beijos
    Blog - Página - Instagram



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paula, que bom que a resenha te animou. Leia mesmo!
      Beijos.

      Excluir
  10. Oi, Felipe!
    Todo mundo que lê esse livro elogia demais, assim como você, e isso me deixa meio que com um pé atrás. Por mais que alguns elogios me deixem animada pra ler algo, MUITOS desanimam, porque tenho a impressão que não vou gostar tanto quanto todo mundo. :s
    Já tenho o livro comigo faz um tempinho e ainda não dei uma chance haha

    Beijos,
    Livro de Unicórnios

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ju, eu recomendo que você leia mesmo assim. Também tinha um pé atrás com o livro, pois tinha medo de me decepcionar. Ele tava na minha estante a quase um ano, agora que eu li me arrependo de não ter lido antes. Por quê é MUITO BOM mesmo! Dá pra perceber pelo meu entusiasmo na resenha o quanto eu gostei dele né? HAHAHA.
      Beijo <3

      Excluir
  11. Quero tanto esse Livro!
    Acho o máximo a capa brasileira, estou com muita vontade de ler. Esse livro está na minha listinha de compras para 2014 rsrsr
    Beijos
    aculpaedosleitores.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Taty, também achei muito linda a capa brasileira, sem dúvidas a melhor de todas para mim. Beijos

      Excluir
  12. Olá princesa.
    Feliz natal e feliz ano novo.
    Te marquei em um selo no meu blog, espero que goste.
    Beijos.
    http://linhasemaislinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Mais um para a minha lista de desejos rsrs! Amei seu blog, seguindo ele, segue de volta?

    http://newsdayoff.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oie, Felipe *-*

    Menino, que resenha perfeita. Você disse muito do que eu diria caso fizesse uma. É um livro ótimo mesmo. Que faz refletir tanto... Eu amei o doutor Hieler. É um dos meus personagens favoritos do livro. Essa história é tão envolvente que merece mesmo mais do que 5 estrelas <3

    Amei sua postagem... e demorei para vir ver a nossa "sincronia", mas vim, hahaha.

    Beijinho,
    May.

    Livreando

    PS: Te indiquei para um book survey. Se quiser fazer, só acessar aqui .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Felipe, também mencionei seu blog em um "Tag Diferente"... veja aqui.

      Excluir
    2. Oi Mayara, SIIIM, A LISTA NEGRA É PERFEITO o/
      *abraça*
      muito obrigado pelas indicações, pode deixar que em breve vou responder <3
      Beijo.

      Excluir
  15. Meu Deus, preciso ler esse livro. Amei sua resenha, fiquei com uma extrema vontade de lê-lo, continue fazendo mais resenhas assim. A capa é mesmo muito bonita, as dos outros países que você mostrou eu só gostei mesmo da primeira.
    Livros E Nutella

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bea, sua fofa. Muito obrigado HUEHU.
      Também só gostei da primeira capa lá de fora. A capa brasileira é mais bonita para mim.

      Excluir
  16. Adorei a resenha! Estou a um tempo planejando ler A Lista Negra, mas eu sempre fico adiando. Das férias não passa!

    Gostei do seu blog Felipe! Ótimo conteúdo :)

    Bjos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila, siim, leia mesmo. Depois vem aqui me falar o que achou.
      Muito obrigado <3
      Beijo.

      Excluir
  17. Adorei a resenha, me deu vontade de ler :3
    Eu indiquei seu blog para uma brincadeira que se chama Metas Literárias, dá uma olhada: http://booksandreader.blogspot.com.br/2013/12/metas-literarias.html
    Obrigada, bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jéssica, muito obrigado pela indicação :3
      Pode deixar que em breve respondo. Beijo

      Excluir
  18. Oi Felipe bela resenha é super díficil expressar em palavras quando um livro é muito bom, esse livro está na minha lista de desejados no skoob, eu descobri ele após vários relatos da Pam do Garota it, é um dos livros preferidos dela! É muito bom lê mais uma resenha tão positiva agora meu interesse pelo o livro só aumenta!Bjs

    http://www.paraisoempapel.com/
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline, pois é. Essa foi a resenha mais difícil de fazer.
      Assim como você, também descobri ele por causa da Pam do Garota ir HAHA <3
      Adoro o blog dela e sempre vi ela falando tão bem dele que não resisti e comprei logo. Claro que não me arrependo, foi uma das melhores coisas que já fiz haha.
      Muito obrigado, fico feliz que a resenha te animou para ler.
      Beijo

      Excluir
  19. Felipe!!!! Primeiro, achei a capa do livro maravilhosa e já imaginei que o livro pudesse ser bom, mas depois de ler sua resenha, OMG!!! To morrendo de vontade de ler!!!!!!!!!!!!!
    E realmente, a editora Gutenberg CAPRICHOU na edição, tá linda demais!

    Beijinhos
    Débora - Clube das 6
    http://www.clubedas6.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado, Débora HUEHUE.
      Siiim, o livro é muito bom mesmo! <3
      A edição está LINDA demais mesmo.
      Beijo

      Excluir
  20. A sua resenha so aumentou as expectativas que eu tenho com esse livro! Estou completamente louco para ler ele, o único problema é que eu não acho ele em lugar nenhum :C

    Abraço.

    http://espacobooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Adorei a resenha!
    Gosto muito desse livro e por isso acho difícil falar sobre ele.A edição brasileira é linda!
    Quem não leu leia

    ResponderExcluir
  22. Já li esse livro e amei a resenha. Esse livro é muito bom e eu não tenho palavras para descrevê-lo, e ele está na lista dos melhores livros que já li. Inclusive, compartilhamos a maioria dos quotes favoritos! hahahaha

    ResponderExcluir
  23. Olá, a sua resenha ficou ótima! E assim como para você, o livro "A lista negra" se tornou meu livro favorito até o momento, é perfeito, nos prende, li em apenas um dia e fiquei com o gostinho de quero mais. Uma personagem que também gostei foi a Jessica, mesmo não gostando da Val, se aproximou, virou amiga, superando o rancor que sentia. E a forma como o pai da Val a tratou quando a buscou da festa, nossa me deu uma raiva, fiquei pensando como pode um pai dizer aquelas coisas para uma filha. Esse livro nos chama atenção para um tema que todos dizem ser importante mas pouco se faz a respeito dele, a sua análise foi perfeita. Abraços.

    ResponderExcluir
  24. Oi! Felipe, eu já li esse livro e gostei bastante da história, na verdade, ela me surpreendeu, não esperava que o livro fosse tão bom! Parabéns pela resenha ;)

    ResponderExcluir
  25. Ótima resenha!Um dos melhores livro que eu já li!Jennifer Brown aborda uma história tão intrigante que é impossível ter apenas um único ponto de vista(fiquei muitas vezes com raiva,outras vezes compreendi certas atitudes,outras me desesperei) e o modo "cru" que ela aborda o bullying e seus efeitos destrutivos é fascinante.Dentre os personagens,gostei muito da Valerie,ela se mostrou muita forte diante toda a situação(e os efeitos dela)e resolveu seguir em frente.5 estrelas são poucas pra esse livro!

    ResponderExcluir
  26. Ei Felipe!
    Ótima resenha, eu amei esse livro, é um dos meu preferidos.
    Também senti essa confusão de sentimentos, sem saber quem eu deveria odiar e quem eu deveria gostar.
    E a capa é maravilhosa *-*
    Beijos!
    Monomaníacas por Livros

    ResponderExcluir
  27. Gostei da sua resenha, principalmente dessa parte: ''A lista negra aborda uma realidade muito dura e de forma inexplicavelmente tocante. Não é um livro sobre finais felizes, ele trata justamente do contrário, de quando as coisas fogem do controle.''. Mas descordo da sua opinião geral do livro. Acho os personagens muito reais, e isso é otimo, mas acho que faltaram muitas pontas soltas na historia, como por exemplo: quem é aquela pintora que sabia o nome da Val sem nem ao mesmo conhece-la? Val e o irmão tiveram alguma conversa depois da briga? Não digo nem que o final foi ruim, porque foi verdadeiro. Não esperava que tudo terminasse em ''felizes para sempre'', mas acho que as pontas soltas, prejudicaram na minha nota final. Não consegui me conectar totalmente com nenhum personagem, embora tenha criado simpatia por alguns, principalmente o psicologo de Val. Dou três estrelinhas e meia, rs. Otima resenha, e graças a ela vou dar mais uma passeada pelo seu blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que talvez a pintora tenha visto ela nos jornais, é a justificativa pra mim mais válida, já que no livro mesmo mostrou a repercussão do caso nos jornais e da possível cumplicidade dela nos assassinatos. E quanto ao irmão também acho que faltou mostrar depois a relação deles.

      Excluir
  28. Oie! Nossa esse livro deve ser muito bom!
    Vou procura-lo para ler!
    Bjs, comenta por favor nessa resenha ajudaria muito:
    http://resenhasteen.blogspot.com.br/2014/02/enfeiticadas.html

    ResponderExcluir
  29. Olá! Faltam poucas páginas para que eu termine o livro... e confesso que estou realmente me emocionando com ele!
    Em certos momentos sinto a dor da personagem Valerie.
    Gostei muito da sua resenha crítica sobre o livro. Parabéns!

    ResponderExcluir
  30. Li esse livro mês passado, a história é muito envolvente. Peguei pra mim uma frase que o psiquiatra sempre falava para Valerie, algo tipo: Enxergue as coisas como elas realmente são.

    ResponderExcluir

Perfil


Felipe Mateus
Um devorador de livros. Viciado em young adult, sick-lit, distopia, fantasia, thriller e dentre outros gêneros que não sabe nem como classifica... O blog é uma forma que encontrou para expressar seu amor pela literatura.Mais?

Pesquise

Fanpage

Seguidores

Link me