sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Resenha: Um Dia - David Nicholls

Título: Um dia
Autor: David Nicholls
Editora: Intrínseca
Classificação: ***
"Dexter Mayhew e Emma Morley se conheceram em 1988. Ambos sabem que no dia seguinte, após a formatura na universidade, deverão trilhar caminhos diferentes. Mas, depois de apenas um dia juntos, não conseguem parar de pensar um no outro.
Os anos se passam e Dex e Em levam vidas isoladas - vidas muito diferentes daquelas que eles sonhavam ter. Porém, incapazes de esquecer o sentimento muito especial que os arrebatou naquela primeira noite, surge uma extraordinária relação entre os dois.
Ao longo dos vinte anos seguintes, flashes do relacionamento deles são narrados, um por ano, todos no mesmo dia: 15 de julho. Dexter e Emma enfrentam disputas e brigas, esperanças e oportunidades perdidas, risos e lágrimas. E, conforme o verdadeiro significado desse dia crucial é desvendado, eles precisam acertar contas com a essência do amor e da própria vida."

Um dia é o clássico livro da série: Todo mundo gosta, MENOS EU. Me decepcionei bastante com ele, todo mundo o favorita e fala super bem, então eu sempre pensava: tenho que ler esse livro. Mas agora que li fiquei com aquela sensação de: então é isso?. No começo da leitura fiz grandes apostas para ele, até me empolguei bastante, mas com o passar dos capítulos a leitura ficou cada vez mais cansativa. Uma das coisas que mais odiei no livro foi o personagem principal: Dexter, um dos piores protagonistas para mim e sem dúvidas entrou na minha lista dos mais odiados. Eu passei o livro todo esperando que ele mudasse pelo menos um pouco, virasse uma pessoa melhor,o que não aconteceu de fato, nem mesmo depois do acontecimento X do final do livro. Dexter é irritante do começo ao fim. Aquele personagem arrogante, que por ser rico e bonito se acha superior a todo mundo, não quer nada com a vida e pega todas. Porém, eu gostei bastante do casal Dex e Em. Em e Dex, eles tem uma ligação tão forte, que apesar de não estarem juntos por anos, ainda mantém viva a relação de amizade (um pouco colorida rs). Eu amei a Emma, ela tem uma alma sonhadora, porém ao mesmo tempo realista, ela quer realizar seus sonhos, mas é insegura, principalmente no começo do livro, onde ela se conforma em viver na miséria.

Cada capítulo do livro é um ano diferente, e você é apresentado as mudanças na vida dos protagonistas, percebendo a evolução ou retrocesso de cada um. Porém, isso foi ficando cada vez mais cansativo e eu não consegui me prender à história. Quando as coisas começavam a ficar interessantes, o capítulo acaba e cortava todo o clima, pois no próximo capítulo já se passou um ano e as coisas estão bem diferentes. Outra decepção que eu tive é que o momento X do final nos foi apresentado de uma maneira tão simples que não conseguiu me emocionar em nada, e olha que eu adoro cenas trágicas. Por outro lado, o livro também tem várias partes legais e que me agradou bastante, partes que te ensinam algo e te fazem pensar um pouco na vida. Pensar que o tempo passa voando, e nós devemos sempre aproveitar o agora, dando sempre o nosso melhor. Hoje você é jovem, tem muitas oportunidades, mas e daqui a um ano, como vai ser? Você vai ser frustrado por não ter corrido em busca de seus sonhos, por não ter feito o seu melhor. Ou vai ser realizado por ter conseguido tudo que sempre quis e ser uma boa pessoa? 

Quotes favoritos:

"'O negócio era ser corajosa e ousada e realizar alguma coisa' pensou consigo mesmo. Não exatamente mudar o mundo, só um pouco a sua volta"

“Acho que você tem medo de ser feliz, Emma. Parece que pensa que o caminho natural das coisas na sua vida é ser triste, sombria e macambúzia, e odiar seu emprego, odiar o lugar onde mora e não ter sucesso nem dinheiro, e Deus a livre de um namorado (e uma pequena digressão aqui: esse negócio de não se achar bonita está ficando meio chato). Na verdade vou mais longe: acho que você gosta de se sentir frustrada e ter menos do que queria ter, porque isso é mais fácil, não é? O fracasso e a infelicidade são mais fáceis, porque você pode fazer piada com isso.” (...) Você é linda, sua rabugenta e se eu pudesse te dar só um presente para o resto da sua vida seria este. Confiança. Seria o presente da confiança"

"A amizade entre os dois era como um buquê de flores murchas que Emma insistia em regar. Por que não deixar morrer? Era tão irrealista desejar que uma amizade durasse para sempre."

"É, quando a gente está botando para quebrar aos vinte e dois anos, sempre se pode dizer 'tudo bem, eu só tenho vinte e dois anos'. Só tenho vinte e cinco. Mas 'só tenho trinta e quatro'?"

"- E daí.. o que aconteceu com você?
- A vida. A vida aconteceu."

16 comentários:

  1. Não creio que você não gostou do meu livro preferido u.u Olha, o Dexter quando decidiu finalmente ficar com a Emma, ele mudou sim! Só que com o acontecimento X, ele perde a cabeça e fica mt mt mt mt mt triste e muito mal :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma pena Ingrid, mas normal, já me acostumei a ser do contra em relação a esse livro kk

      Excluir
    2. Infelizmente meu gosto literário é similar, achei o livro cansativo e monótono, mas para quem curte Jane Austen deve ter amado, rsrs

      Excluir
  2. Nossa, lembro que enquanto eu lia esse livro eu ficava cansada da vida só em ler a vida deles (Dexter e Emma). Eu achei que iria gostar mais desse livro, mas não o odiei como você. Pra mim, ele foi só bom e nada mais, entendes? :|

    http://sendoempapel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi de novo!
    Eu não li o livro, só li o começo e não gostei. Já vi o filme e tenho támbem uma certa antipatia com o Dexter, sei-lá ele parece uma pessoa drogada, que é pegador e tal. Já a Em é legal, fiquei triste que ela morreu, o Dexter é que tinha que morrer!!
    livros-e-nutella.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Odiei o Dexter completamente. Fiquei com muita raiva do autor por ter matado a melhor personagem do livro e não ter matado ele. Concordo com você, ele que tinha que morrer ;(

      Excluir
  4. Oi Felipe!
    Adorei seu blog!
    Sabe quando eu li esse livro me apaixonei, e foi daqueles que depois que terminei fechei o livro e chorei, chorei muito, pois odeio injustiças e a maior de todas é o momento X, pois ela passou a vida toda lutando, com o amor que sentia, com o mundo e com ela mesma e chega no fim nem é recompensada. Mas a vida tem dessas coisas, e gostei do livro pelas imperfeições dos personagens, pois isso os deixou reais.

    Beijocas!
    www.nadasimples.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Michele. Também fiquei muito revoltado com o livro por isso, a Emma era minha personagem favorita e ela foi muito injustiçada a história toda, quando as coisas finalmente iam bem para ela, o autor faz aquilo. Que ódio.

      Excluir
  5. Felipe, eu não li o livro, mas tava louca pra ler. Aí outro dia tava passando o filme no Telecine e eu resolvi assistir. E no final eu fiquei tipo "Tá, é isso?"
    Detestei o Dexter e detestei o "momento X", justamente porque eu gostei da Emma. Ela passa a vida toda sofrendo e quando consegue ser feliz acontece isso. Tipo...
    Devo admitir que fiquei feliz por ter assistido, pois com certeza a leitura iria me decepcionar bastante, já que estava com expectativas tão altas. Mas pretendo ler algum dia, pelo menos não será tão decepcionante.
    Beijos,
    http://gotas-de-fogo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda, tenho a mesma opinião que você. Também não encontrei nada demais no livro que todo mundo fala tanto. Tá, é isso mesmo? Hahah
      A Emma foi muito injustiça o livro todo, e no final quando ela finalmente tava se dando bem acontece isso com ela, não me conformo ;(
      Ainda não vi o filme, espero gostar dele, pior que o livro não pode ser né rs.
      Beijos

      Excluir
  6. Oi Felipe!
    Então, ainda não li o livro, mas gostei de ver uma opinião diferente da maioria. Você não tirou minha vontade de ler o livro, mas o baixou um pouco na prioridade rs
    O blog está bem legal!

    Beijos e espero sua visita!

    http://www.olhandoporai.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Tayná, leia o livro que vale a pena ;)
      Beijos

      Excluir
  7. Eu amo esse livro.
    Achei incrível.
    Mas cada um tem o seu gosto e opiniões !

    ResponderExcluir
  8. Amo esse livro! Esse é do tipo que o interessante é o fim e sim o desenrolar da trama.
    Eu achei incrível como a história deles juntam-se e separam-se!
    Teve uma parte antes do meio que estava cansada da leitura, mas passou! kkk
    Sensacional ♥

    ResponderExcluir
  9. Olá Felipe, minha opinião sobre o livro é bem diferente da sua, mas apesar de 'estar no grupo que ama este livro', a partir daquele acontecimento em duas rodas super decisivo, fiquei em choque e pensei até em desisti de continuar, por que eu imaginava outros acontecimentos para o final. Porém não foi somente o romance em si que me agradou nesse livro, mas também as referências culturais, os personagens muito reais, o tema amizade, e a forma como a história é contada: por anos e sempre na mesma data. Mesmo que a minha ideia de final tenha sido frustada antes do final, me emocionei no final, Enfim.. adorei o livro, mas consegui entender porque você não adorou tanto assim! :D

    ResponderExcluir

Perfil


Felipe Mateus
Um devorador de livros. Viciado em young adult, sick-lit, distopia, fantasia, thriller e dentre outros gêneros que não sabe nem como classifica... O blog é uma forma que encontrou para expressar seu amor pela literatura.Mais?

Pesquise

Fanpage

Seguidores